28 de jun de 2013

De volta...

                                                                                                                    Lourosa, 27 de Junho de 2013
                                                                                                                    23:53
                                                                                                                     Calor (finalmente!!)

Querida Crise,

...de volta à escrita...porquê tanto tempo ausente...às vezes é preciso como diz o meu Professor de desenho e muito bem "distanciem-se do desenho para o conseguirem ver melhor" assim é com a vida, quando nos distanciamos de alguém ou alguma coisa conseguimos, sem dúvida, ter outra percepção...com a escrita não é bem isso que se passa...mas numa sociedade embriagada de informação por tudo o que é sítio...o que não significa que quantidade seja qualidade...ora aí está...para juntar à minha dieta de pão e gorduras começada já há umas semanas, surgiu hoje a ideia de me distanciar das redes sociais...o mais possível...considero que as pessoas que por lá andam, nem sempre conseguem discernir o que realmente é importante na vida real...esquecemos diariamente o que é sermos pessoas, em pequenos gestos uns com os outros...assisto a tantas situações inusitadas em que isso acontece...diria até o impensável há uns anos atrás, hoje acontece, como quem dá um pontapé numa pedra...isso não é bom, é preocupante, pois não faz de nós pessoas melhores, consequentemente o mundo não está melhor...
Retomando o início, na escrita da data de hoje, reparei que curiosamente ainda me engano a escrever o ano...insisto em escrever 2012 ou 2014...ou seja, tem situações em que estou um ano atrasada e noutras um ano adiantada :) ...não sei se tem alguma explicação lógica...comicamente falando encontrei essa...
A minha luta continua, na procura de emprego, sem grande sucesso...parece que esta já é uma opinião factual e unânime entre os muitos desempregados que conheço...revolta-me quando dizem que há trabalho e que as pessoas não querem trabalhar...não é verdade, até porque no último mês surgiram duas situações de trabalho em que quer numa quer noutra eu praticamente teria de pagar para trabalhar...onde já se viu??...há tantos anos que trabalho, que nunca vi as coisas no estado em que estão...depois tem o factor idade, em que os empregadores cometem as maiores injustiças em excluirem as pessoas a partir dos 30 anos, a partir dos 35 ou 40 anos e por aí fora...em que país estamos nós em que as pessoas a partir dos 30 já são arrumadas para trabalhar??...parece que estamos mesmo num país de Terceiro Mundo e a sermos governados por ignorantes...mas esta realidade para além de revoltante, é triste e desmotivador para qualquer um na minha situação...mas esta crise tem-me ensinado tanto a todos os níveis que por muito que queira jamais a irei esquecer...terei muito que contar aos meus netos...
Pergunto-me muitas vezes, como foi possível a nossa sociedade tornar-se no que se tornou, tão fútil, tão vazia de tudo...começa pelos mais novos, ainda hoje na praia a ouvir uma conversa de jovens dos seus 18 anos, era intragável cada frase...não sabiam dizer nada absolutamente...para não falar no português incorrecto...pergunto-me que educação estamos a dar hoje aos nossos jovens??...e são estes jovens que vão governar daqui a uns anos...
A realidade de hoje assusta-me...porque ao ritmo alucinante que vejo a sociedade a decair e a cair no ridículo e pior é a falta de consciência que a própria sociedade tem, acerca da própria conduta generalizada, é deplorável!!
Ligo a tv, por exemplo no programa da Júlia Pinheiro, para além de só se ouvirem desgraças, ouvem-se gritos, grunhidos e guinchos na forma como comunica...o que antes era absolutamente incorrecto na postura de um apresentador e com algum sentido, pois os orgãos de comunicação social um dos papéis que visam não é só informar, como formar...ou seja, que raio de exemplo é que se dá através dos orgãos de comunicação social??Já para não falar no Big Brother (esse recuso-me a ver...mas as pessoas fazem questão de falar, pelo que acabo por estar sempre actualizada, sobre um pouco de tudo pelo senso comum)...é que estamos cada vez piores...dá-se importância ao que não é importante e pouco ou nada se fala no que realmente interessa...é insultuosa a forma como se veicula a informação, para não falar na forma como ela é manipulada...apenas digo, tenhamos coragem para pensarmos por nós próprios, aí faz-se alguma luz!! Mas não é muito fácil, as pessoas hoje conseguirem sozinhas, chegar a esta conclusão...
Valha-nos o Verão para salvar tanta crise junta :) ...nada como um dia quente de praia, para fazer esquecer um pouco o resto à nossa volta...
Muito interessante, um artigo que li na revista do Jornal de Notícias de domingo, sobre o Minimalismo...digamos que já era um lema de vida que cultivava, mas não sabia o termo técnico a aplicar...o título do artigo "Gente feliz com menos" e em resumo sobre o mesmo "Minimalismo, o movimento está a crescer pelo mundo e já tem muitos adeptos em Portugal, Gente que abdica do que tem a mais...e vive mais feliz com isso. E até com menos dinheiro." nem mais, já adoptei este estilo de vida, quando há quatro anos fui viver sozinha...embora na altura ainda tenha cometido alguns erros...que foram importantes para hoje saber o que não devo repetir, principalmente erros de consumo imediato e compras supérfulas...é tudo uma questão de disciplina...compramos tanta coisa que não precisamos e que nos questionamos após algum tempo o porquê de termos comprado...entre outras coisas...como diz e muito bem uma frase que postei esta semana no facebook "As melhores coisas da vida, não são coisas." Art Buchwald.
Sem dúvida, verdade outra frase que o artigo refere o minimalismo "desafia as pessoas a livrar-se de tudo o que têm a mais para usufruir mais da vida. Pode ser uma viagem dolorosa ao interior de si mesmo, mas garante quem já experimentou, que traz um enorme alívio e sensação de liberdade."
Este é um assunto que vou explorar, até porque está também relacionado com artes plásticas, parece-me muito interessante para aprofundar e aplicar agora de forma mais consciente ainda!
O "Tio João" (sono) está a chegar, por isso, os olhos começam a pesar e as palavras a ficar escassas...
Uma doce e calorenta noite para todos!!

 
"Caminhe com coragem e com dignidade,saiba utilizar os atalhos,supere e simplesmente acredite..perceba que algo bom, atrai algo de bom...o sorriso no olhar...nosso sorriso sem parar...simplesmente querer...querer e crer que tudo vai se eternizar...
a alegria se realizará...e os encantos se firmar!"


27 de jun de 2013

Faz acontecer...

19 de jun de 2013

Ser chique é...

Boa noite!

5 de jun de 2013

NEM TUDO É O QUE PARECE

 
Vale a pena reflectir, nem tudo é o que parece!
A nossa imaginaçao, é mais rápida, do que a razão!
Boa noite!